Abril / maio / junho de 2010
  • PARA LER
  • Pólo e Parque de Alta Tecnologia: o Mito de Campinas


Pólos e parques de alta tecnologia se constituem numa das principais ações a serem implementadas pela Política de Ciência e Tecnologia brasileira. Muitos trabalhos têm sido publicados a respeito deles. Porém, poucos desses trabalhos analisam os resultados passados trinta anos do início de suas implantações no País.

Elaboradas desde o final dos anos de 1970, as políticas públicas voltadas à implantação tentavam emular naquelas localidades com algum potencial de C&T instalado a experiência do Silicon Valley norte-americano. Uma das localidades foi Campinas, a 100 Km da cidade de São Paulo, que já em 1981 publicou sua primeira lei municipal voltada à implantação do Pólo e Parque de Alta Tecnologia de Campinas (o PATC).

É isso o que o livro Pólo e Parque de Alta Tecnologia: o Mito de Campinas, de autoria de Rogério Bezerra da Silva, Mestre e Doutorando em Política Científica e Tecnológica pela UNICAMP, pretende mostrar com a análise do processo de elaboração da política do PATC.

Pólo e Parque de Alta Tecnologia: o Mito de Campinas
145 páginas
Editora RG, 2010

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: