Abril / maio / junho de 2010
  • VITRINE
  • MonoBR é inovação à vista
Sistema com abertura (5) para estabilização
Foto: Reprodução


Os custos da nova plataforma são bastante competitivos, principalmente em águas profundas, segundo Ana Paula S. Costa, uma das responsáveis pela pesquisa e atual assessora da presidência da Transpetro. Em águas profundas, é a única plataforma com armazenamento que permite uso de risers (tubos que ligam a plataforma ao fundo do mar) rígidos, mais baratos e os únicos a serem utilizados em grandes profundidades. A produção da plataforma também é mais barata, por ser mais leve e demandar menos aço.

Perspectivas

Estudos já foram detalhados pela Petrobras, mas o MonoBR ainda não foi empregado. “É uma estrutura nova, completamente diferente, e é natural que seja usada num cenário onde as soluções convencionais não possam ser aplicadas”, projeta Ana Paula S. Costa.

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: