Abril / maio / junho de 2010
  • VITRINE
  • Soluções para transporte em águas ultraprofundas
Protótipo de duto-sanduíche feito pela
TenarisConfab para testes
Foto: Divulgação


Equipe da Coppe (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desenvolveu um conceito inovador para o transporte de óleo e gás em grandes profundidades: o duto-sanduíche.

Composto de dois tubos de aço concêntricos recheados por um material polimérico, o duto-sanduíche se destaca no enfrentamento de desafios para o transporte de petróleo em águas ultraprofundas, de mais de 1,5 km, onde são submetidos à grande pressão e a mudanças de temperatura.

De acordo com Segen Farid Estefen, do Laboratório de Tecnologia Submarina da Coppe, o duto-sanduíche tem duas vantagens: é capaz de resistir à alta pressão e de prover isolamento térmico para evitar formação de parafina, no caso do óleo, e de hidratos, no caso do gás. Além do isolamento térmico, estudos indicaram que o duto-sanduíche tende a ser mais leve, reduzindo custo com o aço e facilitando a instalação. Com vistas à inserção no mercado, a tecnologia está hoje em fase de desenvolvimento de protótipos para testes em escala real, em conjunto com a empresa TenarisConfab S/A. O sistema de três camadas superpostas, criado por Estefen, Ilson Paranhos Pasqualino e Theodoro Antoun Netto, foi patenteado em 2002, no Brasil e no exterior.

Um modelo submetido a grande pressão suportou o equivalente a uma profundidade de 3.550 metros. A pressão usada no teste foi a que ocorrerá caso o fluxo de óleo pare durante a operação.

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: