Julho / agosto / setembro de 2009
  • NOTAS INOVAÇÃO
  • Algodão colorido ganha o mundo


Foi iniciado em julho, no INPI, o processo de indicação geográfica para o algodão colorido da Paraíba. Os fios são coloridos naturalmente, devido à genética da planta, e são usados para produzir um tecido que, por não necessitar de tingimento, é antialérgico. Usado na confecção de roupas e acessórios, é vendido em 150 locais no Brasil e 11 países, como EUA, Japão, Itália e Austrália. A certificação requerida daria um impulso aos produtos têxteis feitos com esse tipo de algodão. A expectativa da Coopnatural, responsável pelos produtos feitos com algodão colorido, é estimular a economia local e resgatar a memória da Paraíba na produção do algodão, mas com um novo olhar, incluindo as preocupações social e ecológica.

A cadeia produtiva do algodão colorido envolve cerca de 230 famílias em 25 cidades. A venda do produto gera mais de R$ 420 mil em renda anual para as famílias. Toda a produção é sem agrotóxicos, o que garante o perfil ecológico. A capacitação técnica dos envolvidos e a geração de renda asseguram o caráter social ao projeto.

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: