• NOTÍCIAS
  • Olho eletrônico controla processos de produção

Graduada pelo Cietec  da USP, em abril deste ano, o que significa já ter fôlego para alçar vôo solo, a Vxia – Sistemas de Visão Artificial prevê crescer 40% em 2007 e atingir faturamento de R$ 700 mil, afirma Rafael Neto Pacheco, diretor e um dos sócios.

A tecnologia desenvolvida pela empresa, busca simular o sistema visual humano, permitindo automatizar tarefas de controle e inspeção, através de câmeras, sistemas ópticos, hadwares de baixo custo e softwares de processamento de imagens e de reconhecimento de padrões.

Algumas empresas já usam a tecnologia Vxia – a do adoçante dietético Zero Cal, do Veja Multiuso e dos lácteos Danone –  com redução de custos de produção e maior produtividade e qualidade de fabricação ao atender normas e padrões pré-definidos, diz Pacheco.

Na área de transportes, ele já é utilizado no terminal de ônibus de Santo Amaro, na zona sul da cidade de São Paulo, para avaliar a multidão no local e definir a necessidade de liberação de ônibus. “Na agricultura, ele é ideal para a seleção de legumes e frutos, para delimitar áreas de pulverização e fazer controle de rebanhos.”

A empresa recebeu recursos da Fapesp e do CNPq e instalou sua nova sede próxima à USP, para manter estreito relacionamento com a pesquisa da universidade.

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: