Janeiro / fevereiro / maro de 2009
  • ESTANTE
  • As virtudes da desconcentração


No livro Desconcentração produtiva regional do Brasil, o economista Wilson Cano, da Universidade Estadual de Campinas, analisa três períodos da economia brasileira. O período de 1970-1980 foi de “desconcentração virtuosa”, em que altas taxas de crescimento foram observadas nos setores primário, secundário e terciário e também nas cidades. Em seguida, veio a “década perdida” (1980-1989), em que somente a agropecuária continuou crescendo, por meio da expansão das exportações agrícolas e agroindustriais e do Pró-álcool, afetando a indústria e os serviços. Já na era neoliberal (1989-2005), de abertura comercial e financeira, a crise fiscal se agravou, houve muito desemprego e se reduziu o investimento público. Nesse contexto, segundo Cano, somente um cenário de crescimento alto e sustentado pode eliminar os efeitos espúrios da desconcentração produtiva e da desestruturação industrial.

Páginas: 294
Preço: R$ 35
Editora: Unesp
Ano: 2008

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: