Outubro / novembro / dezembro de 2008
  • NOTAS INOVAÇÃO
  • Um giro pelas Faps


Minas Gerais

Instituições de ensino e pesquisa públicas, estaduais e federais alocadas em Minas Gerais, terão acesso gratuito ao sistema Financiar, uma rede de prospecção de financiadores de pesquisa, desenvolvimento e inovação. O acesso foi possível graças ao acordo de cooperação técnico-financeira firmado entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), a Fundação Arthur Bernardes (Funarbe), de Viçosa, e a Fundação de Desenvolvimento e Pesquisa (Fundep).

O sistema Financiar é um software de busca que disponibiliza informações sobre fontes financiadoras para projetos de PD&I, além de bolsas, prêmios, apoio a eventos, entre outras oportunidades. Criado em 2003 por profissionais da Funarbe, o sistema tem hoje mais de 50 assinantes em 13 estados. Professores e pesquisadores das instituições beneficiadas interessados em usar o software devem procurar a administração da entidade onde trabalham.

Amazonas e Pará

As fundações de amparo à pesquisa do Pará (Fapespa) e do Amazonas (Fapeam) irão aportar R$ 30 milhões e R$ 10 milhões em seus estados, no âmbito dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia, programa do Ministério da Ciência e Tecnologia, que substitui os Institutos do Milênio, contando agora com a participação das Faps no aporte de recursos. O objetivo dos institutos nacionais é focar em uma área do conhecimento, para desenvolvimento no longo prazo e com grande complexidade. As propostas devem ser feitas por pesquisadores de reconhecida competência nacional e internacional em sua área. No Amazonas, as áreas com maiores chances são a de biotecnologia, devido à enorme biodiversidade da região, de recursos hídricos, de tecnologia da informação e comunicação. No caso do Pará, as áreas candidatas a terem projetos importantes são a mineral, as que proponham aproveitamento da biodiversidade e também a da saúde, principalmente em estudos sobre doenças tropicais.

Rio de janeiro

A Faperj aprovou R$ 22 milhões para projetos dos editais Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional do Estado do Rio de Janeiro (DCTR) e Apoio à Aquisição de Equipamentos de Grande Porte para Instituições de Ensino Superior e Pesquisa Sediadas no Estado do Rio de Janeiro. O primeiro edital teve 67 projetos beneficiados e o segundo, 10. Os objetivos do DCTR são apoiar o desenvolvimento científico e tecnológico no estado, empregando ações integradas e focadas em vocações e prioridades regionais, e propiciar a melhoria da infra-estrutura de instituições de ensino superior e/ou pesquisa, ou de seus campi regionais, sediados fora da região metropolitana. Já o edital Apoio à Aquisição de Equipamentos de Grande Porte é voltado para o financiamento de equipamentos necessários ao desenvolvimento de linhas de pesquisa.

spallone@unicamp.br

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: