Setembro / outubro de 2007
  • NOTAS INOVAÇÃO
  • Depósitos por países não residentes

 

O relatório da Ompi revelou ainda um aumento significativo nos depósitos de patentes em países emergentes, por não residentes, ou seja, pessoas ou indústrias de outros países. Este fenômeno é característico dos Estados Unidos e de alguns países europeus mais industrializados, e já há alguns anos atinge também o Japão. Mas foi a China que apresentou em 2005 o maior número de solicitações por não residentes (23%), seguida da Rússia (19%), República da Coréia (11%), e México (10%), atingindo taxas bem superiores das apresentadas nos tradicionais EUA (9%) e Europa (4%). Já o Brasil, apresenta queda de 17% das solicitações de patentes de não-residentes.

Quem somos | Vendas e assinaturas | Publicidade | Fale conosco

Revista Conhecimento & Inovação
ISSN 1984-4395

Realização: